06/12/2019

Grêmio 2019

Grêmio derrota o Cruzeiro em Porto Alegre, volta ao G-4 e mantém mineiros no Z-4

Grêmio 2019
Grêmio derrota o Cruzeiro em Porto Alegre, volta ao G-4 e mantém mineiros no Z-4
Raposa terá de vencer Palmeiras, no Mineirão, e contar com derrota do Ceará para o Botafogo, no Nilton Santos, na rodada final para escapar da queda à Série B do Brasileiro
Porto Alegre – O Grêmio não teve dó nem piedade do Cruzeiro. Venceu o time mineiro por 2 a 0 na noite desta quinta-feira na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixa o Cruzeiro à beira do rebaixamento à Série B.
A conta da salvação
Não resta outra opção: o Cruzeiro precisa vencer o Palmeiras, no Mineirão, na última rodada do Brasileirão, e ainda assim precisa que o Botafogo derrote o Ceará, no Nilton Santos. Qualquer outro resultado nos jogos vai decretar o rebaixamento do Cruzeiro. Clique e veja a classificação atualizada!
Primeiro tempo
O Cruzeiro teve as melhores oportunidades. Mas o momento do time no campeonato é como um peso que os jogadores carregam, principalmente na hora de definir os lances ofensivos. A ansiedade foi um dos obstáculos. A grande chance foi com Ederson, que ficou cara a cara com Paulo Victor e tentou uma finalização por cobertura. O goleiro evitou o gol. O Grêmio fez uma etapa sem brilho. Teve posse de bola, mas pouco agrediu a meta do Cruzeiro.
Nervosismo
A tensão estava presente entre os jogadores do Cruzeiro. Em dois momentos, ficou evidente. Em uma disputa, Egídio levou uma cotovelada de Luciano e reagiu com um tapa. O árbitro amarelou apenas o cruzeirense. Vários jogadores do Cruzeiro foram para cima do juiz. Depois, de novo Luciano, que tentou dar um tapa em Edilson. O árbitro nada marcou. Enfurecido, Edilson recebeu o cartão amarelo. No fim da etapa, o time do Cruzeiro cercou o juiz novamente.
Segundo Tempo
O Cruzeiro encontrou dificuldades, mas teve uma excelente oportunidade para abrir o placar. Depois de grande jogada, Egídio deixou para Robinho de frente para o gol. Ele chutou e Michel salvou o Grêmio. Para complicar a situação, o meia se machucou nesse lance. Lesionado, teve de deixar o jogo. Como já tinha feito as três alterações, o time ficou com 10 em campo. O Grêmio não perdoou a chance que teve. Pepê fez ótima jogada e cruzou rasteiro. Everton fez o corta-luz e deixou a bola para Ferreira, que dominou e finalizou: 1 a 0. O segundo gol foi de pênalti, sofrido e convertido por Pepê: 2 a 0. O Cruzeiro já não tinha mais fôlego para tentar uma reação.