14/10/2020

Grêmio 2020

Grêmio volta a jogar bem e supera o Botafogo com um a menos

Grêmio 2020
Grêmio volta a jogar bem e supera o Botafogo com um a menos
Pepê foi o destaque do jogo ao marcar duas vezes na vitória por 3 a 1, nesta quarta-feira, na capital do rio Grande do Sul
Porto Alegre – O Grêmio voltou a respirar no Campeonato Brasileiro ao vencer o Botafogo, por 3 a 1, nesta quarta-feira à noite, na sua arena, em Porto Alegre (RS), pela 16ª rodada. O time gaúcho jogou melhor, principalmente no segundo tempo, quando, por curiosidade, perdeu Diego Souza expulso aos sete minutos. Ele marcou um gol e os outros dois foram de Pepê.
A vitória reabilitadora deixou o time dirigido por Renato Gaúcho com 20 pontos, no meio da tabela. O Botafogo, que não perdia há cinco jogos, segue com 18 pontos, ainda tentando se afastar da zona de rebaixamento.
O interessante é que o clima tinha ficado pesado pela sequência irregular gremista e pela derrota para o Santos, por 2 a 1, na Vila Belmiro, na rodada passada. De outro lado, o Botafogo vinha de duas vitórias importantes sobre o Palmeiras e Sport, ambas por 2 a 1. Todas sob o comando de Bruno Lazaroni, que substituiu Paulo Autuori.
O primeiro tempo foi bastante amarrado, com os dois times ostentando o estigma de reis do empate. O time gaúcho tem oito e o carioca, nove resultados iguais. Mas o Grêmio mantinha maior posse de boa e com maior volume de jogo chegou a abrir o placar aos 33 minutos.
O lance começou com Diego Souza, de costas, dominando a bola na linha da grande área. Ele abriu para Robinho do lado direito, de onde saiu o cruzamento alto na segunda trave. Alisson ajeitou de cabeça e Diego Souza, na pequena área, se abaixou para completar de cabeça para as redes.
O Botafogo, até então, não tinha ameaçado o goleiro Vanderlei, mas chegou ao empate aos 40 minutos num lance de bola parada, a sua característica. Do lado esquerdo, Victor Luís fez o levantamento em direção à pequena área, onde Matheus Babi desviou de leve de cabeça. A bola tocou na perna de Pedro Raul e o rebote sobrou para o próprio Babi. Ele se esticou e completou de perna direita para as redes: tudo igual.
O segundo tempo começou movimentado. O Grêmio ficou na frente logo aos dois minutos, quando Diego Souza fez com perfeição a função de pivô. Recebeu a bola de costas dentro da área, esperou o momento certo para tocar de lado para o chute forte de Pepê com o pé esquerdo. A bola entrou no alto.
Mas Diego Souza quase pôs tudo a perder aos sete minutos, ao ser expulso. Numa dividida com Guilherme Santos, ele deixou a perna nas nádegas do botafoguense. O VAR alertou o árbitro Luiz Flávio de Oliveira sobre a agressão e o atacante acabou sendo expulso. Em seguida, Renato Gaúcho fez uma troca de recomposição com a entrada de Isaque no lugar de Robinho. Ganhou mobilidade, sem deixar de atacar.
Na tentativa de buscar o empate, o Botafogo até se atirou ao ataque mesmo para aproveitar a vantagem de ter um jogador a mais em campo. Teve uma chance com Matheus Babi que chutou sem ângulo pelo lado direito, mas Vanderlei espalmou a escanteio.
Mas antes de sofrer o empate, o Grêmio marcou o terceiro gol aos 20 minutos numa bela jogada pelo lado direito, com rápida troca de bola de pé em pé. De Isaque para Victor Ferraz e dele o cruzamento, na linha de fundo, para Pepê que bateu de primeira por baixo do goleiro. Segundo dele na noite.
O técnico Bruno Lazaroni tentou mudar o Botafogo com as entradas de Kalou e Lecaros, respectivamente, nos lugares de Caio Alexandre e Rhuan. No intervalo já tinha colocado o japonês Honda na vaga de Rentería e nos primeiros minutos trocou Guilherme Santos pelo experiente Cícero. Mas o time gaúcho se posicionou bem em campo, pouco permitindo ao adversário. Valorizou a posse de bola e deixou o tempo passar até o final.
Os dois times voltam a campo pela 17ª rodada do Brasileiro no fim de semana. O Grêmio vai enfrentar o São Paulo no sábado, às 21 horas, no Morumbi, enquanto o Botafogo vai pegar o Goiás na segunda-feira, às 20 horas, no estádio Nilton Santos, o Engenhão.